Isuzu Sohma, mais conhecida por seu apelido Rin, é uma personagem recorrente em Fruits Basket e é o Cavalo do zodíaco chinês.

Descrita como uma mulher fria, teimosa, orgulhosa e independente, que despreza a maneira como os outros membros de seu clã se submetem a Akito Sohma, Rin é muito fechada como resultado de seu passado abusivo e traumático e está determinada a encontrar uma maneira de quebrar a maldição da família Sohma. 

Desde que foi rejeitada pelos seus pais, Rin vive com Kagura Sohma e sua família[1].

Isuzu teve um relacionamento romântico com Hatsuharu Sohma antes do início da série, mas ela terminou com ele para protegê-lo até encontrar uma maneira de libertá-lo da maldição[2].

Em Fruits Basket Another, ela é casada com Hatsuharu e mãe dos gêmeos Sora e Riku.

Aparência[editar | editar código-fonte]

Rin é uma jovem mulher alta de pele clara e dona de olhos castanhos escuros. Ela é considerada muito bonita.

Ela inicialmente tem um cabelo preto liso, na altura dos quadris. No entanto, seu cabelo foi cortado mais tarde por Akito como um castigo e passou a ser da altura da nuca e cortado de forma desigual[3].

Rin geralmente usa roupas reveladoras de cores escuras. Os acessórios que ela usa são feitos à mão por Haru.

Ela às vezes é vista em seu uniforme escolar, que consiste em um suéter branco e fita amarela, uma saia curta e branca, meias longas e pretas e sapatos marrons.

Ela também tem cicatrizes nas costas, que são resultado do abuso que sofreu de seus pais.

Personalidade[editar | editar código-fonte]

Rin é agressiva, emocionalmente distante e cruel, empunhando palavras como uma arma para manter as pessoas afastadas dela. Ela acha muito difícil se abrir e se relacionar com as pessoas, provavelmente devido ao seu histórico de abuso familiar. 

Ela prefere depender apenas de si mesma e está determinada a encontrar uma maneira de quebrar a maldição sem a ajuda ou interferência de alguém. Apesar de sua personalidade fria, Isuzu é muito leal, especialmente em relação a Haru, e preza profundamente Tohru como amiga. 

Por outro lado, ela costuma se sentir desconfortável com demonstrações de emoção e é relutante em mostrar-se emocionalmente aberta e vulnerável. Por causa de seu passado traumático, ela desistiu de laços familiares. 

Hiro Sohma observa que Rin indiretamente o culpa por ter pais gentis e que ela acha o conceito de uma família amorosa "errado"[4]. Ela também está desiludida e questiona o otimismo de Tohru - não de forma agressiva, mas quase resignada. Ela também é perspicaz e usa isso para impedir que outras pessoas vejam suas cicatrizes mentais e físicas.

No final da série, Rin passou a depender mais dos outros e Haru a faz prometer que nunca mais tentará fazer tudo sozinha novamente. Ela também se mostra menos empática e se recusa a perdoar Akito Sohma não apenas pela dor que infligiu a ela, mas a todos da família Sohma. 

Ela também revela que esperava que toda a sua dor e problemas emocionais desaparecessem assim que a maldição quebrasse, mas não desapareceram. No entanto, Rin decide seguir em frente com as pessoas que ela conheceu e nunca a abandonaram.

História[editar | editar código-fonte]

A infância de Rin até um ponto não especificado foi afetuosa, amorosa e normal. Quando era pequena, ela perguntou inocentemente para os seus pais se eles eram sempre felizes e isso catalisou um longo e severo relacionamento físico e emocionalmente abusivo que continuou por anos até que ela colapsou na rua e foi hospitalizada[4]

Enquanto ela estava no hospital, sua mãe a visitou uma única vez apenas para dizer que ela não era mais bem-vinda em sua casa. Rin foi acolhida pela família de sua prima Kagura e passou a morar com ela[1]. Apesar disso, Rin era incapaz de formar laços significativos com a sua nova família e fugiu muitas vezes de casa e faltou diversas vezes as aulas. 

Rin e Haru eram próximos quando crianças e continuaram próximos enquanto cresciam. Eventualmente, essa amizade evoluiu para algo romântico[1]. Está implícito que eles fizeram sexo pelo menos uma vez[4]

Ela namorou Haru por alguns anos e estava profundamente apaixonada por ele, mas quando Akito soube disso, ela confrontou e depois atacou Rin, culminando em empurrá-la para fora da janela de um prédio. 

Durante a longa hospitalização de Rin, ela terminou com Haru, dizendo apenas que estava "cansada dele" quando, na realidade, Akito atacou emocionalmente sua baixa auto-estima e suas cicatrizes emocionais para convencê-la de que Haru estava melhor sem ela[1].

A partir deste ponto, Rin estava determinada a quebrar a maldição da família e libertar Haru de Akito.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 Fruits Basket, capítulo 79
  2. Fruits Basket, capítulo 43
  3. Fruits Basket, capítulo 104
  4. 4,0 4,1 4,2 Fruits Basket, capítulo 78
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.