FANDOM


Kazuma Sohma é um personagem secundário de Fruits Basket. Ele é o pai adotivo de Kyo Sohma.

Kazuma é mestre em karatê e dirige um dojo perto da casa principal do clã Sohma, onde ensinou vários dos zodíacos mais jovens, incluindo Kyo, Kagura, Yuki e Hatsuharu.[1]

Aparência Editar

Kazuma é um homem adulto de aproximadamente quarenta anos, embora seja mencionado que ele pareça muito mais jovem. Ele tem cabelos e olhos castanhos e é considerado muito bonito.

De um ponto não especificado até depois de revelar a verdadeira forma de Kyo, Kazuma manteve seu cabelo longo, amarrado em um rabo de cavalo na parte de trás. 

Depois de um tempo, Kazuma cortou seu cabelo até a nuca e o mantém curto desde então. Sua franja é longa, bastante bagunçada e emoldura seu rosto.

Ele se veste muito tradicionalmente, quase nunca sendo visto sem seu simples quimono azul escuro com uma faixa preta.

Personalidade Editar

Kazuma é um homem sábio, equilibrado, educado e muito gentil, que está disposto a correr riscos e fazer sacrifícios para alcançar o bem maior. No entanto, por causa disso, ele menospreza a si mesmo e se considera uma pessoa egoísta que ignora a vontade dos outros e empurra seus sentimentos unilaterais para pessoas como Kyo.

Apesar disso, ele é uma pessoa que apoia e é atenciosa, algo especialmente evidente pelo fato de ser tão amado por Kyo. Ele também mostrou sua sabedoria para a família Sohma muitas vezes. Kyo, em particular, leva bastante a sério as suas palavras e as deixa guiá-lo na vida.

Kazuma também se mostra destemido, pois estava determinado a impedir Kyo de ter o mesmo destino solitário de seu falecido avô e lhe proporcionar uma vida feliz, mesmo que isso significasse que ele desafiaria o resto da família, incluindo Akito Sohma

Por outro lado, embora ele seja educado, Kazuma é bastante desajeitado e tímido, além de ser um péssimo cozinheiro.

História Editar

Kazuma foi autorizado a viver na parte interna do clã, pois seu falecido avô foi amaldiçoado pelo espírito do gato.[1] Ele não era próximo a ele, mas sabia que estava afastado de sua família e era tratado terrivelmente pelo resto do Sohmas.

Quando Kazuma conheceu seu avô pela primeira vez no quarto dos gatos, seu avô ofereceu doces, mas Kazuma os rejeitou, dizendo que eram "amaldiçoados". No entanto, seu avô simplesmente sorriu e o perdoou[2]. No leito de morte de seu avô, Kazuma ouviu de sua avó que ela só ficou com o gato por pena. Isso abalou muito ele[3].

Anos depois, quando Kyo nasceu e se tornou o próximo gato, Kazuma testemunhou pela primeira vez o tipo de ambiente que o cercava e não era diferente de como o avô fora tratado. Isso fez Kazuma perceber o quão cruel ele havia sido com seu avô antes.[2]

É por isso que, depois que a mãe de Kyo faleceu e ele foi rejeitado por seu pai, ele aceitou Kyo como um ato para apagar os seus pecados e aliviar sua consciência culpada.

Os dois começaram a viver juntos e Kyo foi bem cuidado por ele. Mesmo quando outros membros da família Sohma evitavam Kazuma por aceitar o gato, Kazuma nunca foi excessivamente super protetor ou rejeitou Kyo. Ele sempre tratou-o com amor e carinho, independentemente do que os outros pensavam.[2]

Em algum momento, Kyo começou a chamar Kazuma de "Shishou", já que nenhum de seus alunos se referia assim a ele. Kazuma também começou a treinar Kyo em artes marciais para ensiná-lo disciplina e para ajudá-lo a se tornar mais forte, já que sabia que era difícil ser o amaldiçoado pelo gato.[2]

Enquanto continuavam morando juntos, Kazuma passou a amar Kyo verdadeiramente e sentiu como se fosse o pai do garoto. No entanto, ele sempre manteve uma distância entre eles, pois tinha medo de que seus sentimentos fossem um fardo para Kyo.

Depois que Kyo aparentemente deixou Kyoko Honda morrer, ele ficou imensamente deprimido e foi dominado por culpa e arrependimento. Kazuma não sabia os detalhes do incidente, mas tentou o seu melhor para libertar Kyo da escuridão.[4]

Ele assegurou-lhe que, embora o desespero continue a se aproximar dele, o mesmo fará a esperança e que nem todos que ele encontrar o rejeitarão. Entretanto, Kyo rejeitou suas palavras. Percebendo isso, Kazuma levou Kyo para as montanhas para se recuperar, embora tenha sido dito que eles foram "treinar", por quatro meses.[5] [4]

Depois de voltar, Kyo decidiu viver com seu ódio, enquanto a única resposta de Kazuma a toda a provação foi um sorriso triste. Kazuma revelou mais tarde que ele ficaria fora por um treinamento sabático por um tempo e que, quando retornasse, eles poderiam viver juntos novamente.[1]

Referências Editar

  1. 1,0 1,1 1,2 Fruits Basket, capítulo 32
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 Fruits Basket, capítulo 34
  3. Fruits Basket, capítulo 114
  4. 4,0 4,1 Fruits Basket, capítulo 120
  5. Fruits Basket, capítulo 63
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.